Peixe Pirá reaparece nas aguas do São Francisco

Pirá, espécie nativa em extinção, reaparece no Baixo São Francisco após campanha da Codevasf

     Exemplares adultos do Pirá, o peixe-símbolo do “Velho Chico”, foram encontrados na região do Baixo São Francisco, entre os estados de Sergipe e Alagoas, após campanha encabeçada pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) para salvamento da espécie, considerada em extinção.

     Segundo a Área de Revitalização das Bacias Hidrográficas da empresa, esse reaparecimento se deu cerca de um ano após a soltura de peixes juvenis no rio. “A reprodução do Pirá na região tem ocorrido apenas artificialmente, em laboratório. O risco de extinção permanece, especialmente porque as condições que dificultam a reprodução ainda estão presentes. Mas o fato de terem aparecido na pesca denota que os exemplares soltos no rio encontraram condições satisfatórias para se desenvolverem”, explica o engenheiro de pesca Albert Rosa, analista da Codevasf.

     A campanha para o salvamento do Pirá teve início em dezembro de 2015, com a captura de reprodutores e matrizes no rio Paracatu, no Alto São Francisco em Minas Gerais, única região da bacia hidrográfica onde a espécie ainda era encontrada. Após a construção de grandes barragens no leito do São Francisco, como a de Sobradinho, ela havia desaparecido das regiões do Médio e Baixo São Francisco. O passo seguinte consistiu na adaptação e quarentena dos exemplares no Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura de Três Marias, em Minas Gerais, e depois, no transporte de 20 pirás para o Centro Integrado de Itiúba, em Alagoas. Nessa unidade, passaram por processo de adaptação e desenvolvimento, indução artificial de reprodução e produção de alevinos, culminando na soltura de peixes juvenis no rio.

       Expertise Com base no sucesso obtido na primeira fase da campanha do Pirá, a Codevasf está programando a captura no ambiente natural do Alto São Francisco de novos exemplares da espécie para sua distribuição a outros quatro Centros Integrados de Recursos Pesqueiros e Aquicultura da Companhia, para intensificação das ações de salvamento dessa espécie da extinção. Para realizar atividades com finalidade científica