Ibotirama conta com quatro pré- candidatos a prefe

Ibotirama conta com quatro pré- candidatos a prefeito do município.

     O desejo do TSE – Tribunal Superior Eleitoral, atendido pelo Congresso Nacional através de uma emenda à constituição que alterou a data das eleições, não terá grandes efeitos em pequenos municípios no enfrentamento da pandemia. A pedido do Luiz Roberto Barroso, presidente do órgão, as datas das eleições foram modificadas de 4 de outubro para 15 de novembro, o primeiro turno, e 29 de novembro o segundo.

   O objetivo de tal mudança é o novo coronavírus – covid-19, e a preocupação que o Brasil não coloque o povo na rua, num momento onde se acredita que esteja atingindo um pico da doença, com posterior redução de casos nos meses de setembro e outubro.

      Em meio a tudo isso, um fator parece ser desconhecido por Barroso, e certamente ignorado por deputados e senadores, que muito provavelmente foram pressionados por pré-candidatos: eleição em cidade do interior. Em menos de 30 dias, ficará autorizado a realização de convenções partidárias, mas a campanha já está nas ruas, e nas redes sociais.

      Em Ibotirama município da região oeste do estado, com 25.424 habitantes segundo o IBGE, a caçada pelo eleitor já começou no municipio. Os Pré candidatos a prefeito do municipio são, Paulo Mariano(PP), ex-vereador que por pouco não levou a eleição de 2016 do atual gestor, o medico Dr Laercio (PT) indicado pelo atual gestor para sua possivel sucessão, pela primeira vez uma mulher vai concorrer ao cargo, Cleudete Coimbra (DEM) esposa do ex-prefeito Roberval Souza e Guilherme dos correios, apesar de nunca ter ocupado cargo politico no municipio é muito conhecido pelo seu carisma frente ao atendimento na agencia dos correios do municipio.

    Nas redes sociais além dos quatro pré-candidatos ao cargo de executivo, uma enxurrada de pré-candidatos ao legislativo tomou conta das redes. Entre os nomes aparecem ex-vereador, figuras conhecidas da sociedade por exercer ou já ter exercido algum cargo público, líderes comunitários, também temos pessoas que não são públicas, mas veem na política uma forma de contribuir para o desenvolvimento da sociedade ibotiramense.