DEPUTADO CAPITÃO ALDEN DENUNCIA PRISÃO ARBITRARIA

DEPUTADO CAPITÃO ALDEN DENUNCIA PRISÃO ARBITRARIA

DEPUTADO CAPITÃO ALDEN DENUNCIA PRISÃO ARBITRARIA ORQUESTRADA POR DELEGADO DE POLICIA CONTRA POLICIAIS MILITARES 


 

          O Deputado estadual Capitão Alden (PSL) usou a plenária da ALBA para denunciar o delegado Geraldo Sergio Silva de Almeida por orquestrar de forma meramente politica com uma servidora da vara crime do fórum de Ibotirama a prisão de dois policiais militares que no estrito cumprimento do dever legal em um confronto armado e agindo em legitima defesa acabaram por balear o bandido/resistente, o delegado que já tem o perfil de perseguição à policias militares é investigado criminalmente por abuso de autoridade e fraude processual pois existem indícios de que peças desse mesmo inquérito que gerou a prisão tenham sido alteradas pelo delegado, testemunhas inclusive informaram que foram ouvidos no fórum pelo delegado na fase inquisitorial, outras que foram ouvidas a noite, algumas informam que nem foram intimadas que o próprio delegado foi buscar em casa, testemunhas foram veemente ao afirmar que não falaram o que constava em seus depoimentos na delegacia fato esse que já esta sendo apurado diante do perfil abusivo do referido delegado. além do delegado ter forjado intimação para parecer que os policiais foram intimados para participarem da reconstituição simulada, fato que nunca ocorreu. menciona-se ainda que a prisão se pautou em suposta ameaça, por áudios apresentados pelo próprio delegado, importante destacar que o delegado assina a representação dia 18/01/2019, e menciona que a ameaça ocorreu em 21/01/2019, ou seja além de perseguidor o delegado também é médium e prevê fatos futuros se antevendo aos fatos e já trazendo fatos futuros. Contra o delegado existe procedimento instaurado no Ministério Publico sob o n° 726.9.2257712019, na corregedoria da policia civil n° 020.9803.2019.0000107-11, na procuradoria geral do estado PGE2019104127-0. o delegado é contumaz nesse tipo de inclusive responde a outras representações por abuso de autoridade como no Orgão Ministerial n° 726.9.1430/2018, bem como respondeu ação penal sob o n° 000085-19.2017.805.0246, e representação na OAB por violação de prerrogativa de advogados. Para justificar a prisão dos policiais a única prova que o juiz Fabio Marx Saramago Pinheiro ,possui e um áudio de uma conversa grava entre sua diretora de secretaria inimiga dos policias e ex candidata a Prefeita de Muquem do São Francisco, com uma testemunha que não cita nem mesmo o nome dos policiais e não compareceu a audiência, ressalta que o áudio foi apresentado pelo delegado que de forma paranormal assinou sua representação dia 18/01/2019 e informa que o áudio é do dia 21/01/2019, demonstrando a latente armação, ademais diante de fatos incontroversos como esses que o próprio delegado demonstra ter forjado novamente, o MM juiz afastou a servidora do processo mas manteve a prisão. Os policias auferem certidão de boa conduta, ótimo comportamento em certidões de nivelamento, premiações em rankings operacionais, e a própria população local fez abaixo assinado informando a conduta integra dos policiais. Delegado com poderes paranormais, já sabia que ia acontecer a ameaça, assina representação antes dos fatos e junta áudio de uma suposta testemunha com sua amiga e inimiga dos policiais. Grande armação e perseguição política, verdadeiro circo de horrores. O Deputado estadual Cap Alden Solicitou Intervenção da comissão de Direitos Humanos, solicitando que cesse tamanha ilegalidade, e que prevaleça a Justiça e que os policiais venham ser postos em liberdade de forma imediata, pois é inadimissivel que os policiais permanecam presos diante de tantos vicios e ilegalidades.

CLICK AQUI LINK do video de pronunciamento do parlamentar