Criança sofre bullying e é ameaçada em Ibotirama

Criança sofre bullying e é ameaçada em Ibotirama

Criança de 11 anos sofre bullying e é ameaçada em frente a escola municipal de Ibotirama

   Nossa equipe de reportagem recebeu, imagens e video de uma criança de 11 anos sendo ameaçada e agredida com puxões de cabelo e claramente sofrendo bullying em frente a um colégio municipal do municipio de Ibotirama, região oeste do estado. Segundo informações a perpetradora dos atos infracionais tambem é menor e tem 13 anos de idade, ainda segundo uma mulher que preferiu nao ser identificada os pais da menor vitima de 11 anos a um tempo atras estiveram no colégio para reclamar dessa mesma situação, mais o que mostra as imagens é que nada adiantou, pois a criança continua sofrendo ameaças e bullying, Fato que preocupa pois muitas crianças ao sofrerem bullying , muitas vezes tiram ate mesmo suas próprias vidas, sem falar que o rendimento escolar devido as ameaças e o medo nao sera o mesmo dos demais alunos, devido ao abalo psicológico sofrido.

    Segundo os relatos da denunciante, a criança no colégio sofre bullying sendo chamada de cabelo de Maria Betânia, por ser magra e outros apelidos que estao ferindo a dignidade da criança e acabaram por chegar ao ponto do que é demonstrado no video. de ameaça e agressao e ainda segundo informações de outro cidadão que também conhece a família da vitima, a criança reside na zona rural do municipio e estuda na sede do municipio no referido colegio, onde ocorreu toda a filmagem na frente, disse ainda que os alunos do povoado realizam o deslocamento de transporte escolar e que no momento estavam aguardando o ônibus que as levaria de volta para o ceio de suas familias, ja que a criança ainda nao havia sido deixada no seu respectivo povoado, de quem seria a obrigação de guarda e vigilância? fica o questionamento.  
     No municipio de Sao Paulo, SP, existe uma lei municipal, a 14.492/07 que determina que ate 100 metros do portão pra fora a escola ainda é responsável pelos alunos, aqui Ibotirama nao temos conhecimento que exista alguma lei municipal do tipo.

 

Reportagem: Tota Lima