25 mortes são registradas em salvador e região RMS

25 mortes são registradas em salvador e região RMS

Em menos de 48 horas de greve da PM, 25 mortes são registradas em salvador e região metropolitana

      SALVADOR - Desde que a greve da policia militar da Bahia começou, no dia 08 de Outubro, foram registrados 25 homicídios em Salvador e Região Metropolitana, de acordo com dados coletados junto aos boletins diários de ocorrências da SSP-BA e noticias vinculadas em outros meios de comunicações. Os homicídios ocorreram do anúncio até 23;59 hs, desta quinta-feira (10/10), apesar do governador e comandante geral da PM negarem a existência do movimento, o clima continua tenso na capital baiana, alem dos alto numero de mortes, diversos arrastões, saques a lojas, roubos e atos de vandalismos foram registrados em toda capital baiana e RMS, aulas foram suspensas, o clima de insegurança é muito grande.

    Segundo informações ainda integrantes da organização criminosa BDM (Bonde do Maluco) vem atacando ônibus em toda salvador. O deputado estadual Marco Prisco (PSC) afirmou, em entrevista exclusiva ao BNews, que em torno de 70% dos Policiais Militares da Bahia aderiram ao movimento grevista. Mesmo a Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) garantindo que está acompanhando de perto as escalas de serviço dos policiais e, até o momento, não houve falta entre os militares que atuam em Salvador, na Região Metropolitana e no interior do estado. Poucas viaturas vem sendo vistas rodando nas ruas da capital, em sua maiorias viaturas da Rondesp, ambiental, Gemeos e Choque. Moradores dos bairros reclamam falta de segurança.

     Em 2012, na greve que durou 12 dias, centenas de pessoas foram mortas em Salvador e Região Metropolitana.

      Na greve seguinte, decretada no meio da tarde do dia 15 de abril de 2014 e encerrada no dia 17 de abril, foram 39 mortes nas primeiras 24 horas, em Salvador e RMS, sendo 29 na capital.